Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2017

Memphis Slim: o Blues em estado puro

O Blues em estado puro! Memphis Slim , é um dos mais importantes pianistas, compositor e cantor de Blues. Líder de diferentes bandas ao longo da carreira Memphis Slim é responsável pela introdução da bateria, do baixo, do saxofone e do piano no Blues. Durante aproximadamente 56 minutos viajamos pelo álbum U.S.A, editado em 1961.  Trata-se de um registo onde Memphis Slim interpreta temas originais como "Banana Oil", uma crítica implícita à forma como os fazendeiros do Tennessee exploravam na época a mão de obra dos camponeses, há também a destacar no disco canções como "Wish Me Well", "Two Of a Kind", " Blue And Lonesome " and " She´s Allright "todas com uma mensagem assente nos direitos civis dos negros norte-americanos. Importa sublinhar que no álbum U.S.A , Memphis Slim introduz aquele que viria a ser a par de John Lee Hooker, um dos guitarristas de referência do Blues, o senhor Matt Murphy.
Kambinha A.
OUVIR A EMISSÃO (clique aqui)

John Coltrane: um inesquecível trem azul

Durante uma hora percorremos composições do álbum "Blue Train" de John Coltrane, gravado para a Blue Note Records em 1958. O disco considerado pelo próprio John Coltrane como o seu favorito conta com a participação de lendas do jazz, o baxista Paul Chambers, o baterista Philly Joe Jones e nos metais, Lee Morgan ao trompete e Curtis Fuller ao trombone. John Coltrane escreveu todas as composições doregisto excepto o Standard " I´m Old Fashioned", um blues imortalizado pela lendária, Bessie Smith. Em Blue Train os solos de saxofone de John Coltrane realçam a leveza e estética do músico em composições como "Locomotion", "Lazy Bird " e " Moment´s Notice". O disco é um dos registos de jazz que mais vendeu, acima de 500 mil cópias, no ano de edição 1958.
Kambinha A.
OUVIR A EMISSÃO (clique aqui)

A lenda do dorminhoco: Sleepy John Estes

Momento único de um dos pais do Blues ! Sleepy John Estes natural do Tennessee gravou em 1962 o álbum "The Legend". O disco narra histórias do quotidiano da América Rural, no início do século XX. Trata-se segundo o jornal The New York Post da pérola do Blues pela forma inteligente e incisiva como são cantadas questões sociais como a segregaçao racial, a prostituição e o consumo de drogas e álcool. Sleepy John Estes toca todos os temas num só "Take", quase como uma sessão de improviso permanente, revelando ao longo das canções a textura e harmonias da sua guitarra e o compromisso com a narrativa cantada de temas como ,"Rats In My Kitchen" , "Someday Baby" , "Stop That Thing" ,"Down South Blues" ou "Married Woman Blues".  
Kambinha A.
OUVIR A EMISSÃO (clique aqui)